pintar a casa

Pintar a Casa: Qual é o Momento Certo?

Um dos projectos de decoração com um custo mais elevado é o de pintar a casa e voltar a pintar, se for caso disso, mas na verdade não fazê-lo bem quando ela necessita pode custar muito mais, a longo prazo.

O seu revestimento pode ser danificado pelo sol ou humidade e com o passar do tempo a pintura de interiores e exteriores existente vai começar a separar-se da casa. Se isso ocorrer, precisa de remover a pintura antiga antes de voltar a pintar, o que aumenta consideravelmente e tempo e despesas do processo de pintura de vivendas, por exemplo, onde falamos de muito mais espaço. Para evitar isto, esteja atento aos sinais de que a sua casa precisa de ser pintada de novo e, se quiser, fale com pintores profissionais para efectuar o trabalho.

A sua casa é nova (de três a cinco anos)

Provavelmente parece contraintuitivo que uma casa recente necessite de ser pintada de novo, mas a maioria das casas novas têm apenas uma demão de pintura exterior sobre o revestimento. Essa demão de pintura de interiores e exteriores terá bom aspeto durante algum tempo, mas ao final de cerca de três anos já não estará a proteger a sua casa dos elementos, o que significa que está na hora de fazer um trabalho de pintura adequado na sua casa.

decoração

A sua casa tem uma tonalidade cinzenta? Esbranquiçada?

O revestimento debutado pelo sol, areia e sal em casas costeiras contribui em muito para o seu charme. Infelizmente, o mesmo não se pode dizer no que diz respeito ao interior. Se o exterior da sua casa ficou com uma cor que termina em “ada”, então é provável que seja altura de pintar a casa, pois a que tem actualmente já não protege o seu revestimento. Faça um teste, passe o seu dedo por zonas particularmente desbotadas. Se surgir um resíduo tipo giz, isso significa que a resina que mantém a pintura de interiores na sua casa e que faculta muita da proteção contra os elementos foi danificada, deixando apenas o pigmento da pintura. Nesse caso é altura de equacionar um novo trabalho de pintura.

Lascas, Rachadelas e Bolhas

Segundo os decoradores de interiores, geralmente quando aparecem sintomas como estes, significa que esperou demasiado tempo – mas isto nem sempre é verdade. Se nota lascas e rachadelas apenas em algumas zonas, particularmente em volta de janelas, provavelmente o problema não será a pintura, mas antes a humidade a entrar no revestimento. Isto pode ser corrigido ao fazer uma celagem em volta da janela, para bloquear a humidade. Se as lascas e rachadelas estiverem em toda a casa, geralmente isto significa que a pintura começou a sair. Para determinar o grau do problema encontre uma área que esteja a perder a pintura e passe um raspador. Se ainda conseguir ver a mesma por baixo da zona que removeu, pode raspar, lixar e voltar a pintar. Se a raspagem revelar barras de madeira, terá de remover a pintura existente antes de voltar a pintar.

O momento certo de pintar a casa ou tratar da pintura de vivendas depende de muitos factores, como já deve ter entendido, mas não deve ser deixada ao acaso e deve ser feito no tempo certo, para não ter dissabores e obras maiores e mais caras devido ao tempo que deixou passar e que foi deteriorando a sua casa. Por isso tome atenção aos temas em cima e se precisar de ajuda na decoração, escolha de cores e outros temas, peça ajuda a decoradores de interiores que irão aconselhar-lhe sobre a melhor opção.

remodelação de cozinha

Como escolher a forma do seu lava-loiça numa remodelação de cozinha

Sabemos que são muitas as escolhas que teremos de fazer ao longo de uma remodelação, e a escolha de um lava-loiça deve também ter em conta também o tipo dos mesmos. Para saber o que selecionar deve ter sempre olhar e analisar a dinâmica da sua cozinha e o espaço que terá disponível.

Conheça agora os tipos de lava-loiça existentes, para poder tomar uma decisão informada.

1. Formato Quinta

Prós: Muitos lava-loiças em formato de quinta são grandes e únicos. A diferença é a sua frente distinta, que transmite uma aparência vintage que muitos proprietários adoram. Num lava-loiça típico, a cuba pode estar a 10 cm de distância do início da bancada, mas este lava-loiça pode estar um pouco abaixo da linha de bancada. Para pessoas de estatura baixa e crianças, um lava-loiça de quinta pode ser muito mais acessível, que é um ponto muito importante a ter em conta quando se estão a planear remodelações. Se escolher um lava-loiça de quinta de porcelana ou cerâmica, há uma grande variedade de opções de cores.

Contras: Um lava-loiça de formato quinta faz uma declaração de design deliberada, que irá ficar consigo durante muito tempo– o que é ótimo, a menos que mude de gosto.

2. Formato Quinta Duplo

Prós: Escolher este tipo de lava-loiças terá os benefícios apresentados por qualquer outro lava-loiça duplo.

Contras: Não tem o verdadeiro estilo vintage de um lava-loiça de formato quinta único.remodelação de cozinha

3. Laterais arredondadas

Prós: Muitos proprietários que escolheram este tipo de lava-loiças, consideram que um formato curvado é mais fácil de limpar do que um com cantos retos.

Contras: Se o estilo da remodelação da sua cozinha tem um visual elegante e minimalista, então este pode não ser o visual que procura.

4. Escorredor embutido

Prós: Este formato funciona muito bem, pois permite secar a loiça, ou seja, é indicado para quem lava muita loiça à mão. O escorredor também permite a secagem de frutas e vegetais depois de lavadas. Mais uma vez relembramos que o essencial é analisar a utilização que dará ao seu lava-loiça, na altura de seleccionar um.

Contras: Por outro lado, quando remodelar, tem de medir bem o espaço disponível, pois, por exemplo, este é um lava-loiça maior, que ocupa mais espaço na bancada. Tem de ter a certeza que o mesmo cabe no local que idealizou, senão a sua remodelação pode ficar comprometida.

Com esta informação já pode definir qual o formato de lava-loiças mais adequado às suas remodelações. Muitos são os factores a relevar para tomar essa decisão e, se considerar que o melhor é deixar um profissional tomar conta do assunto, contacte um profissional certificado, uma vez que terá de habitar com a decisão durante muitos anos.